A Noite Chrysler Mopar foi um sucesso nesta semana ao receber clubes e trazer atrações únicas para o Auto Show Collection.

No palco, o Dodge Dart verde Imperial foi a estrela da festa. Com apenas 60.000 quilômetros rodados, o carro faz parte da primeira safra dos carros produzidos a partir de setembro de 1969 já como modelo 1970.

Comprado no interior de São Paulo, o veículo pertenceu ao colecionador Giordano Romi, e teve mais outros dois proprietários mas jamais foi restaurado. Com câmbio manual na coluna e mantendo o motor V8 318 em plena forma, o carro sempre foi bem preservado mesmo tendo permanecido 20 anos parado em uma garagem.

Hoje o veículo pertence a Sidnei Tomas Malimpensa (Sidão) que é fã da linha Chrysler e tem outros carros marca na garagem incluindo um Dodge Charger R/T 1971.

O evento teve como clube anfitriao o Chrysler Clube do Brasil com o desfile apresentado por Fábio Pagoto.

Entre os carros que brilharam na Noite estiveram o Chrysler Saratoga 1959 com câmbio push buton no painel, Chrysler 300 Touring, a linha Dodge de 1969 a 1981, é o Dodge Polara que também teve dois representantes em cima do palco do Auto Show.

Além da exposição com mais de 150 veículos das linhas Chrysler e marcas Plymouth, Imperial, Dodge e RAM, o evento também teve uma homenagem ao Fiat 147, representando mais um clássico de uma marca do grupo Fiat Chrysler.

O veículo fabricado em 1979 foi totalmente restaurado na fábrica de Betim/MG e roda como um carro zero quilômetro.

No dia 01 de outubro, proprietários de Fiat 147 foram especialmente convidados para o Auto Show e viram o veículo de perto. 

A Noite Chrysler Mopar também teve a presença do Mopar Clube e do Mopar Brothers que foi oficialmente filiado à Federação Brasileira de Veículos Antigos.

O próximo encontro será no dia 05 de novembro, em um evento com duas exposições simultâneas: Noite dos Carros Europeus na Arena Anhembi com exposição e desfile de carros Mercedes-Benz e Porsche e também Noite do Opala Modificado na Área da Dispersão.