A Volkswagen acaba de apresentar, em Frankfurt, o novo ID.3, primeiro automóvel da família eletrificada que terá ainda uma minivan ao estilo da clássica Kombi (ID Buzz) e um mini SUV (ID Crozz).

Apesar do lançamento ocorrer agora as vendas começam em cerca de um ano e ainda assim a novidade estará distante do Brasil. A Volkswagen afirma que para a nossa realidade a melhor solução são os modelos híbridos. A fala do chefe de marketing, Jochen Sengpiehl, esfriou os ânimos quando ao lançamento do ID.3 no mercado brasileiro. Por hora devemos ter somente o Golf GTE, cujas vendas começam até o fim do ano, com preço estimulado em R$ 185 mil.

Viável e acessível

 

O ID.3 tem esrilo e porte que remetem ao Golf com 4,261 m de comprimento, 1,809m de largura, 1,552m de altura e longos 2,765m de entre-eixos. Há três pacotes de baterias, com autonomia de 330 a 550km com uma recarga. No pacote mais em conta, que custa 30 mil euros, cerca de R$ 135 mil, uma recarga em tomada residencial de 30 minutos será o suficiente para rodar 290 quilômetros.

O motor elétrico tem baterias colocadas sob o assoalho e desenvolve o equivalente a 204 cv e 31,6kgfm com tração traseira e câmbio com relações infinitas.

Com garantia de oito anos ou 160 mil km, o ID.3 tem entre os itens de série os faróis de LED matriciais, iluminação em LED, rodas de liga leve aro 19 polegadas, câmera de ré, duas entradas USB-C, controle de cruzeiro adaptativo, alerta de colisão, entrada e partida sem chave e na versão de lançamento  bancos aquecidos, rádio digital e dois carregadores.

 

por Marcos Camargo Jr