A Volkswagen anunciou que nesta semana seria produzido o “último Fusca” na unidade de Puebla, no México, encerrando a tradição de um dos carros mais representativos da história. No entanto, a notícia do encerramento de produção do carro, que já era esperada e confirmada pela própria Volkswagen, deixou os colecionadores atônitos pelos tais “81 anos de produção do carro”.

Como sempre é feito, a montadora anunciou uma versão comemorativa final, a “Final Edition” em duas versões distintas. A Final Edition SE foi opção com carroceria cupê, enquanto a Final Edition SEL é uma opção de conversível. Com visual levemente inspirando no aspecto retrô que o Fusca sempre remonta, as unidades tinham o motor 2.0 TSI de 176 cavalos de potência e 25kgfm de torque com transmissão automática de seis marchas. O conjunto é similar ao já oferecido aqui no Golf e que sobrevive na Tiguan All Space.

A verdade

O carro produzido atualmente não tem relação com o Fusca, que na verdade deixou de ser produzido na mesma fábrica no ano de 2003. Este sim, ainda ainda tinha estrutura de chassi, motor 1600 refrigerado a ar, e mesmo com suas modernidades como a injeção eletrônica, remontava o projeto do Fusca dos anos 1930.

A história do Fusca remonta a 1938, quando o então Chanceler nazista Adolf Hitler encomendou ao engenheiro Ferdinand Porsche um projeto de automóvel resistente, econômico, de construção barata e que fosse capaz de levar uma família. Porsche então, inspirado por vários projetos anteriores, desenvolveu e aprimorou a mecânica do Fusca e comandou o projeto que foi aproveitado durante a II Guerra Mundial onde sua durabilidade foi testada. Ao final da II Guerra Mundial sua produção cresceu em escala geométrica com sucesso na Europa e América, desembarcando por aqui em 1950 como importado. Em 1953 passava a ser montado aqui e assim seguiu até 1986, quando saiu de linha, retornando em 1993 e finalmente sendo descontinuado em 1996.

No México o Fusca também foi um sucesso mas o público mexicano teve versões mais modernas do carro com suspensão independente na dianteira, como os modelos alemães dos anos 1970, injeção eletrônica já nos anos 1990 e uma série de melhorias. O último Fusca saiu de linha no México em 2003.

O New Beetle na verdade é outro projeto, apenas com desenho inspirado no Fusca. Seus esboços surgiram nos anos 1990 e na década seguinte ele fez grande sucesso mesmo tendo mecânica refrigerada a água e carroceria com estrutura monobloco.