A francesa Citroën completa neste mês 100 anos de uma trajetória fortalecida pela inovação. Mesmo ainda tímida por aqui, afinal os primeiros modelos chegaram só no início dos anos 1990, a marca do grupo PSA sempre foi marcada pela inovação tecnológica dos seus veículos.

A Citroën lançou modelos inovadores como o 2CV fabricado até na Argentina mas inexplicavelmente nunca comercializado aqui, sem falar no aerodinâmico DS que antecipava linhas com décadas à frente de seu projeto ou ainda o Traction Avant que foi pioneiro na carroceria monobloco e tração dianteira.

A timidez da marca no Brasil é momentânea. Na década passada o Citroën Xsara Picasso e C3 chegaram a ocupar os primeiros lugares em seus segmentos e agora há fôlego extra para expandir a presença da marca.

Em uma coletiva de imprensa realizada hoje a Citroën contou um pouco da sua própria história mesmo mostrando modelos que não foram vendidos no mercado brasileiro. Até a operação de desmonte do genial 2CV foi recriada no evento, mostrando a simplicidade desse carro que ajudou a motorizar a Europa no Pós Guerra.

Como forma de marcar o seu centenário, e a exemplo do que foi feito na Argentina há duas semanas, a Citroën lançou eduções comemorativas rebatizadas de “Origins” em quatro modelos da gama: C3 100 Anos, Aircross 100 Anos, C4 Lounge 100 Anos e SUV C4 Cactus 100 Anos. Ao todo, serão vendidas 550 unidades dos modelos com visual exclusivo com o detalhe da cor dourada “Lutèce”. Conheça as novidades:

C4 Cactus 100 anos
Com visual diferenciado tem o emblema “Origins” e elementos com discreta assinatura dourada. Terá a cor Branco Nacré, opção de teto bi-ton preto, rodas de liga leve aro 17 “Roby One” em preto. O motor é o conhecido THP 1.6 Flex de 173cv e conta com os dispositivos de segurança Active Safety Brake, Alerta de Saída de Faixa, Alerta de Atenção ao Condutor, Coffee Break Alert (que identifica desatenção do condutor) e o Controle de Aderência (Grip Control). Serão 300 unidades ao preço de R$ 104,4 mil.

Aircross 100 anos

O monovolume também traz a cor Branco Nacré, rodas Tuco aro 16 com pintura em cinza e faixas exclusivas além do emblema “Origins”. Os bancos também contam com costura e bordados especiais.

O motor é o VTi 120 Flex com 118cv. Neste caso serão 100 unidades, que serão vendidas por R$ 75.490.

C3 100 anos
Também virá na cor Branco Nacré, mas com rodas Oka de 16” pintadas em cinza escuro, bancos, tapetes, faixas e detalhes na cor dourada “Lutèce” e os mesmos emblemas “Origins”.

O motor é o VTi 120 Flex com 118cv. Neste caso serão 100 unidades, que serão vendidas por R$ 71,9 mil.

C4 Lounge 100 anos
Na mesma cor Branco Nacré, tem rodas Djobe aro 17, bancos em couro Alcantara, tapetes e emblemas exclusivos “Origins”.

O motor é o THP 1.6 Flex de 173cv. Serão 50 unidades vendidas por R$ 107,4 mil.

Por fim, a montadora ainda garantiu que até o final de 2022 dobrará o número de concessionárias no Brasil e também realizará o lançamento de um carro por ano até 2023. O primeiro modelo chegará no ano que vem e será o C5 Aircross que foi apresentado oficialmente no Salão de Paris de 2018.

No Auto Show Collection, há uma noite dedicada só aos esportivos europeus de marcas como a Citroën. No evento no sambódromo, já foram exibidas unidades do 2CV, Traction Avant, DS e DS Break, sucessos recentes como o Citroën XM e Xsara e os luxuosos DS.

No Feirão Auto Show, há centenas de ofertas dos carros da marca comercializados no evento de domingo.

Por Marcos Camargo