Viaduto do Chá – foto Prefeitura de SP

 

De repente parece que voltamos no tempo… pelas ruas da área central esvaziada no domingo, surge um imponente Ford Galaxie, fabricado aqui entre 1967 e 1983, seguido por um Simca Chambord dos anos 1960 e um clássico Fusquinha.

Neste final de semana esta cena inusitada se repetiu e mudou a paisagem sisuda em meio aos prédios antigos do centro histórico da capital. Mesmo com chuva intensa, a primeira edição do encontro Históricos de São Paulo reuniu cerca de 300 automóveis antigos no triângulo formado entre as ruas Direita, XV de Novembro, Largo São Bento, Líbero Badaró e Praça do Patriarca além do Viaduto do Chá e Rua Boa Vista.

A iniciativa da Prefeitura de São Paulo e da Secretaria de Turismo teve apoio do Auto Show Collection, que uniu clubes e confrarias da capital para mostrar o acervo a céu aberto. Além da exposição, o evento teve mais de 50 apresentações musicais e festival de food trucks.

A partir da prefeitura da cidade onde se reuniram exemplares de todas as décadas, inclusive alguns já expostos nos eventos do sambódromo, o evento se espalhou pelas áreas próximas. Em destaque: um Karmann Ghia, Ford Mustang e um raro Renault R8 de competição eram destaque ao lado de um Cadillac, um Chevrolet dos anos 1940 e um Ford A, primeiro automóvel a se “popularizar” no país, nos tempos em que ter um carro de privilégio de pouca gente.

Na Praça do Patriarca, clássicos das linhas Chevrolet com direito ao carro oficial do clube, a Chevrolet Delivery, também se destacava ao lado do caminhão de bombeiros e carros oficiais da Companhia de Engenharia de Tráfego. Também da linha GM, os clássicos da Linha Opala, Impala, Chevette e Kadett ficaram sobre o viaduto do Chá. 

Nas ruas próximas os clubes mais conhecidos da cidade marcaram presença. O Fusca Clube do Brasil, Chrysler Clube, Clube do Galaxie, Clube do Opala do ABC e clubes diversos como o Reumatismo Car Club e Turma do Opala ocuparam outras áreas como o Largo São Bento, a Rua Líbero Badaró, Rua Direita, da Quitanda e adjacências.

Os imponentes Galaxies e também a linha Dodge chamavam a atenção na Rua XV de Novembro. Em destaque o Ford Galaxie 1979 na exclusiva cor bordô, que comemorava os 50 anos da Ford no Brasil. Entre os Dodges, modelos nacionais e importados com direito a Dart, Charger, Polara e um Challenger americano. 

A Corrida Maluca SP e o Auto Show Collection organizaram uma carreata que saiu do Feirão Auto Show rumo ao centro da cidade com cerca de 70 veículos. Os carros vieram pela Olavo Fontoura, ponte das Bandeiras, Tiradentes, Anhangabau, rua Santo Amaro, Maria Paula, Praça João Mendes e Praça Clovis Bevilaqua. 

O grupo, muito diverso, tinha desde a primeira geração do Ford Thunderbird passando por Volkswagen Variant e Kombi alemãs, Fuscas, Galaxies, Brasília e Mavericks até modelos dos anos 1980 como Escort XR3, Del Rey e alguns jipes. 

O evento teve até apresentação da Fanfarra Municipal Miyoji Kayo, de Miracatu/SP, que chamou a atenção dos visitantes naquele domingo tão diferente ao qual o centro da cidade não estava mais acostumado a ver. 

Em vários pontos do centro e mesmo com chuva, música ao vivo misturando elementos de samba, jazz e rock clássico a uma cena que atraia não só colecionadores e membros de clubes mas o público em geral.”

Auto Show e a cidade de São Paulo

Mesmo fazendo eventos há 17 anos em São Paulo, o Auto Show Collection sempre apoiou grandes eventos de carros realizados fora do sambódromo do Anhembi.

  

Em 2004, por ocasião dos 450 anos de São Paulo, organizou uma carreata que se dividiu em quatro grupos. Partindo de quatro regiões de São Paulo, os 450 carros antigos se encontraram na Avenida Paulista onde se uniram a outras centenas de carros em um evento marcante para os paulistanos. 

Antes de organizar um evento semanal, ainda em meados dos anos 1980, a então “Feira Livre do Automóvel” organizou o Festival do Carro Nacional Antigo patrocinado por uma marca de cerveja. O encontro era repetido anualmente e ajudou a popularizar o antigomobilismo no país, na época em que esse tipo de atração era feita só entre colecionadores. A partir do Festival, outros eventos se espalharam pelo país.

Noite do Fusca em 2017: Autocustom

 

Na capital, ganhou o espaço da Praça Benedito Calixto, nos anos 1990, transferiu-se para o Pacaembu e acabou em 2002 por determinação de uma lei à época. Pouco tempo depois, os clubes de carros passaram a se reunir no sambódromo do Anhembi, nas noites de terça-feira, em um evento organizado por temporadas lançado como “Auto Show Veículos Antigos e Especiais” e que existe até hoje como Auto Show Collection

Confira a programação completa do maior evento de carros antigos e modificados do país, o Auto Show Collection.