Mini 60 years: edição que terá algumas unidades vendidas aqui

A MINI anunciou hoje que produzirá uma série comemorativa em alusão aos seus 60 anos de história. Com o nome de “MINI 60 Years Edition”, a versão já foi confirmada para o Brasil, no entanto apenas 25 unidades estarão à venda no nosso mercado e o preço não está definido.

interior em couro combinando preto, verde e marrom

O carro foi apresentado oficialmente no início deste ano e chegará como modelo três portas e será equipado com a motorização do topo de linha Cooper S, com motor de 192cv e 280Nm de torque. A cor externa será a New British Racing Green (cor oficial do automobilismo britânico) e teto na cor branco pepper e diversos itens exclusivos da série especial: faixas esportivas sobre o capô com a inscrição “60 Years”, rodas de liga leve de 17 polegadas, projeção em LED da inscrição “60 years”, soleiras com a inscrição “60 Years”, volante em couro Walknappa e inscrição “Years”, revestimento dos assentos em couro na cor Dark Brown e teto solar panorâmico.

Farão parte do pacote o sistema de áudio premium Harman/Kardon, o Head-Up Display, interior iluminao, acabamento em black piano, ar-condicionado digital automático de duas zonas, faróis Adaptativos em LED,  entre outros.

A data de início das vendas não foi divulgada.

História de uma lenda

Para ilustrar a tradição do MINI Cooper, teremos que voltar ao ano 1950 quando a empresa era parte da British Motor Corporation (BMC) e recebeu do genial engenheiro Alex Issigonis que a ideia de um carro racional para aqueles tempos. Para “sobreviver” a uma escassez de combustível presente naquele momento de Pós-Guerra e a necessidade de carros mais eficientes, o MINI Cooper foi desenvolvido. Mirando o sucesso de carros urbanos como o Fiat Topolino, Volkswagen Fusca, Renault 4Cv e Citroën 2CV, o Mini ingles era uma clara resposta.

A estreia do Mini em 1959: racionalidade britânica – Divulgação

Um carro compacto de três portas, carroceria monobloco e tração dianteira com muito espaço interno era sua fórmula básica. Não demorou muito para cair na graça dos amantes de carro e se tornou um sucesso de vendas até os anos 1990. Em 1999, o MINI chegou a ser premiado como o segundo carro mais influente do século XX.

design icônico, posição baixa de dirigir e espaço interno: destaques dos últimos 60 anos

O primeiro MINI, ou podemos chamar de “Mark I”, foi incluído no portfólio da BMC, que incluía os também compactos Morris Minor e Austin. O primeiro MINI foi lançado em 1959 com motor de 850cc e 30cv que parece pouco mas em um carro de 3,05 de comprimento pesando só 570kg, era suficiente para chegar a 115Km/h. Durante os anos 1960, a popularidade do MINI compacto levou a ele assumir a sua identidade própria, com o Mark II MINI adicionando uma nova grade frontal e evoluindo o estilo sem perder sua identidade original. A suspensão usava batentes de borracha de curso bem curto que deixavam o Mini como um kart, daí a origem do Go Kart Feeling que permanece até hoje.

A tração dianteira e a disposição do motor, que era instalado na transversal, chamava a atenção e não demorou muito para ele ganhar as pistas de corrida. Em 1961, John Cooper do Cooper Car Company, resolveu levá-lo para pista, com algumas preparações feitas em sua empresa, surgindo o MINI Cooper. Dois anos depois foi lançado o MINI Cooper S, que existe até hoje. A primeira versão esportiva tinha motor de 1070cc que rendia 70cv e acelerava até 160Km/h.

Alec Issigonis, o criador do Mini Cooper
O perfil do Mini Cooper originou uma família inteira que combinava e muito bem com as ruas apertadas das principais cidades europeias. De versões bem simples a modelos coloridos, veículos comerciais e familiares e até um jipinho, havia dezenas de opções nas marcas do grupo BMC.
Austin Mini e sua linha comercial: 250Kg de capacidade

Em 1964 o irlandês Paddy Hopkirk venceu o Rali de Monte Carlo pilotando um Mini Cooper. Isso alçou o pequeno a um outro posto de carro de desejo.

As décadas de 1970 e 1980 foram conturbadas para a MINI, quando a marca foi vendida para empresas italianas e espanholas. Já na década de 1990, a MINI pertencia ao Grupo Rover, que foi comprado pela alemã BMW, que em 2000 fez o relançamento da Marca MINI, que chega até os dias atuais.

Por Guilherme Magna