Quando o carro é considerado relíquia?

Muitas pessoas hoje são proprietárias de carros muito bons e antigos que são elogiados por muitos amantes do antigomobilismo que o chamam até de carro relíquia. Mas você sabia que para o seu carro ser considerado relíquia ele precisa atender a alguns critérios? E mais: você sabia que ter um carro relíquia traz algumas vantagens?

Vantagens de possuir um carro relíquia

Para começar, um carro relíquia é muito valorizado para compra, então você pode vir a lucrar bastante se seu carro estiver em bom estado e você não tiver que investir muito dinheiro.

Mas se você tem muito amor pelo hobby e não pensa em vender sua antiguidade, não tem problema pois com um carro relíquia você pode ser ovacionado com prêmios em encontros, feiras e salões de carros antigos. Além é claro de todo o charme de possuir um carro restaurado.

Outro ponto importantíssimo é que com tal certificação seu carro fica isento de ter que cumprir as novas leis de trânsito. Como assim? Um carro antigo, como um Ford 1929, não é preparado eletricamente para receber o pisca-pisca, que é item obrigatório atualmente.

Outro exemplo: alguns carros antigos não possuem o retrovisor externo direito. Quando considerado relíquia, é possível manter esta característica.

Mas vamos ao que interessa: o que é avaliado para que seu carro seja considerado uma relíquia?

Ano de fabricação

Este é o primeiro item que será checado. Um carro antigo, para ser considerado relíquia, precisa ter pelo menos 30 anos de fabricação.

Se o seu carro tem 25, não, ele ainda não é uma relíquia. Se tem 29, também não.

Originalidade

Como somente o ano de fabricação não é suficiente, pois muitas velharias seriam consideradas relíquias somente com tal critério, a legislação exige que pelo menos 80% das peças do carro sejam originais.

É por este fator que muitos proprietários acabando gastando rios de dinheiro. A restauração de um veículo antigo é extremamente cara e não pode ser feita por qualquer um.

Os cuidados vão desde a pintura até a compra das peças originais, as quais podem ser raríssimas em alguns casos. Os especialistas, contudo, dizem que se bem restaurado o investimento é recuperado, podendo até gerar lucro.

Certificação de relíquia

Além da documentação, o atestado de um carro relíquia é a famosa placa preta. Ela dá todo um charme diferenciado para o seu veículo e deixa os olhos dos apaixonados brilhando.

Futuros carros relíquia

Muitas pessoas já estão por aí pensando no futuro e em quais carros já podem investir. Carros mais populares e vendidos em grande escala não se valorizarão tanto assim, mas não é por isso que não será considerado relíquia.

A National Automotive History Collection, referência na área de antigomobilismo, consegue fazer suas previsões dos próximos carros relíquias para o mercado americano. E, para o mercado nacional o G1 também fez uma projeção. Vamos conferir?

1. Ford Escort XR3

O modelo fabricado nos anos 90 é um esportivo que atrai muitos amantes deste estilo. É uma das apostas do Ariel Gusmão, que é o presidente do Automóvel Clube do Brasil. Possui versões conversíveis e Fórmula.

2. Kadett GSi

É um dos principais rivais do Escort XR3. Seu maior destaque, na versão cabriolet era o motor 2.0, com painéis digitais e design assinado por um famoso estúdio italiano. É um clássico!

3. Chevrolet Opala 1992

É sinônimo de potência, status e conforto. É um possível clássico do futuro e ainda existem algumas unidades com preço acessível espalhadas pelo Brasil. E claro, existe a série Collectors, que só possui 100 unidades fabricadas. Se achar alguma, vale a pena o investimento.

4. VW Santana Executivo

Foi o primeiro modelo de luxo com injeção eletrônica e usava o mesmo motor do Gol GTi (que também é uma aposta de relíquia). Competia diretamente com o Chevrolet Monza.A versão Sport e a perua Quantum são ainda mais raras!

Gostou de conhecer alguns carros relíquia do futuro? Tem mais algum que você apostaria? Fala para a gente nos comentários!

Clique aqui e leia outras matérias interessantes sobre o mundo automotivo.

Post a comment